segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Casos Sem Acasos



Não foram os problemas quem escolheram suas consequências;
Nem as consequências quem escolheram suas causas;
Nem as causas escolheram suas pessoas;
Nem as pessoas quem escolheram outras pessoas
Nem as outras pessoas quem escolheram outras pessoas;
Nem essas outras pessoas quem escolheram aquele show.
Nem aquele show quem escolheu a mim.

Não foram os problemas que escolheram ser problemas,
Ou suas consequências e causa que se escolheram como tais.

Não foi a moça quem escolheu ter asas invisíveis;
Ser anjo;
Voar daquele jeito.
Ter aquele sorriso discreto.

Não foi o medo quem escolheu me dar calafrios;
Nem os calafrios escolheram me fazer não olhar pra frente.

Fui eu.

Eu quem escolhi fazer do problema um problema;
Escolhi dizer "sim" e "não";
As causas e consequências;
As pessoas e o show.

Escolhi o anjo, o sorriso.

Eu.

Eu quem escolhi me aproximar;
Eu quem escolhi ter medo do futuro.

E eu quem escolhi isso tudo,
E escolhi não querer se afastar;
Não esquecer.

Eu, não o acaso.

0 opiniões:

Postar um comentário

 
Free Blogger Templates