terça-feira, 9 de abril de 2013

Epitáfio ou Causa Mortis



Meu amor desfaleceu-se numa noite fria de outono.
Morreu pouco depois.

Meu amor enterrou a si mesmo;
Jogou seu próprio punhado de areia;
Colheu rosas brancas;
Escolheu a lápide mais bonita.

Chorou comigo enquanto partia.
Sufocou-se em nós mesmos.

Meu amor entregou-se pouco a pouco;
Cansou-se de falar;
Abandonou o riso.
Perdeu a cor.

Meu amor renunciou seu trono por vontade própria.
Limitou os abraços,
Os beijos.

Duvidei de mim; duvidei da vida.
Culpei-me.
 
 Mas minha não era a culpa.

Meu amor não era mais nosso amor;
Não era nem meu amor.

Era só amor e nada mais.

0 opiniões:

Postar um comentário

 
Free Blogger Templates