domingo, 30 de outubro de 2011

Vida Em Filme Triste

Minha vida,
Comédia, romance e drama particular,
Indo assim, sem coadjuvantes,
Nem prêmio algum a receber.

Ri, beija e chora depois,
Estuda a cena um tanto mais;
Guarda, talvez, a melhor.

Eu, este filme,
Lamentando os versos clichês,
Atos clichês,
Sentimentos e ilusões também clichês.

Sigo herói e vilão de minha história;
Conselheiro tolo a chorar os abraços dos outros;
Esconder-se numa máscara de nome Alegria.

Falas minhas, já decoradas,
Repassadas à ti, ela e todos os outros,
Como mera distração e diversão.

Repriso minha vida em filme triste;
Sem legendas;
Sem amores correspondidos.

Apenas cortes de cena.

E os risos forjados,
Constratados com os beijos reais.

E um final feliz, insistindo em não existir.

0 opiniões:

Postar um comentário

 
Free Blogger Templates