terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Trágico Destino Musicado


Vamos ver até onde, então
Até onde vamos, ó menina ?

Até a ponte, paixão ?
Ou, quem sabe, só até a esquina.

Fácil, não é.
Paciência, dor, angústia, amor
Ou fé?

Ter não te tendo não me leva a crer,
Falso consolo, talvez,
Ou certamente falso poder.

Até onde, ó menina?
Minha menina.
Até onde?

E minha boca na tua, desfez-se,
Extinção do nosso desejo.
Maculado por nós e pelo medo.

E até onde, menina?
Até onde vamos?
Bem assim, como estamos ?!

Fé, até.

0 opiniões:

Postar um comentário

 
Free Blogger Templates