quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Médias Mentiras


Ri de você
E tive pena,
É bem verdade.

Segredos seus, guardados à sete chaves,
Não revelados,
Mas descobertos.

Mentiras suas,
Não reveladas por mim,
Mas abraçadas ao meu rancor.

Fecho meus olhos,
Abrindo-os no momento certo.

Médias mentiras, parecem-me.

Mentiras que não sabes que sei.
Nem que senti.

Sem escândalo.
Sem dor.
Sem nada.

Apenas observo
Pegares a corda e te enforcares.

Apenas o silêncio.
Só guardo.
Só isso.

Até o momento certo,
So guardo.

0 opiniões:

Postar um comentário

 
Free Blogger Templates