quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Ano Que Vem


-Beijos e abraços a todos,
E entregou-se ao mundo.

Medíocre vida que tanto o maltrata;
Cruéis pessoas que há tanto o entristecem.
Insano mundo de pecado e egoísmo,
Saciando apenas sua sede de prazer e falsos sonhos.

Frio, rancor ou dor.
Brio, cor e amor.

Desejo de alegria desalmado por receio;
Desarmado na covarde ilusão do perfeito.
Álcool para a mente.
Cama para o corpo.

Dias,
Meses,
E um último brinde.
Tôla e persistente esperança.

Ano que vem já veio
E o aproveitou.

Jogou-o fora,
Fez-se ser esquecido
E voltou para lhe cobrar o pouco que sobrou.

-Beijos e abraços a todos.

E mais uma peça pregada pela vida.

Seus sonhos, antes sonhados por outros.

0 opiniões:

Postar um comentário

 
Free Blogger Templates