domingo, 8 de agosto de 2010

Reticente interrogativa


Cansado, estou,
D tantas regras impostas,

Dos atos,
Fatos,
E questões do mundo.

Tb, d vc
(Ou dos teus sinais, ditando meu ritmo).

Vírgulas pausando minhas decisões,
Pontos finalizando meus objetivos.
E reticências...

Deixando vago td o sentido da vida.

Abro parênteses para melhor me conhecer.
E aspas, para tentar refletir sobre td.

Confusas palavras, as minhas,
Ñ d hj.
Sempre.

Ou desde aquele sábado estranho.

Talvez, minta sobre mim,
Mais para me proteger da dor
Do q t lesar.

Mas, do q são feitos os homens senão d mentiras grandes ou pequenas ?

Exclamo.
Parêteses novamente.

Olho-t.
Interrogação.
E ponto.

0 opiniões:

Postar um comentário

 
Free Blogger Templates