quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Relativa lentidão


Anos, passando...

Uma girada de ponteiros a mais
Para constar.

Meus pés, cansando do pouco que passou,
Caminhando meramente por caminhar,
Na busca por um refúgio, talvez.

Um descanso às horas difíceis.

Eu, que tanto pensava,
Planejava.
Não agia.

Agora, o receio.

E tudo assim,
Segue devagar.
Tudo passa devagar.

Menos a alegria.
Menos aquele singelo suspiro de realização.

Meu rosto de encontro ao obstáculo.
Ou seria minha vida ?

Tédio,
Cansaço,
E um sem números de perguntas.

Caminho num mar de dúvidas.

0 opiniões:

Postar um comentário

 
Free Blogger Templates