segunda-feira, 12 de julho de 2010

365 dias e mais algumas horas depois


E depois d td,
Vejo o quão insignificante eh o tempo.

Peculiar ñ fosse a palavra certa,
Soh mais uma
Para chamar atenção às minhas dúvidas.

Td q passa e ñ se sente,
Carros, vidas, fatos
Ou qlqr coisa q outros achem importante

Páginas d um livro em branco.
Dias se passando sem nd.

No início,
Risadas d euforia e timidez,
Corpos exalando calor e desejo.

Metade se passou.
Meio sim, meio não.

E no fim,
Talvez ñ haverá d sobrar nd.

365 dias depois.

Sem bjs,
Carinhos,
Palavras.

Soh a constante sensação d insignificância.

0 opiniões:

Postar um comentário

 
Free Blogger Templates