sexta-feira, 30 de julho de 2010

Kamikaze


Sem entender,
Vou.

Voo, ateh msm sem saber voar,
E ateh ond ateh o vento ñ saiba

Vou,
Sem tanta pressa e emoção,
Como quem ñ voa pela primeira vez.

Fez d mim, posse
A leveza,
À direcionar-me por nortes desconhecidos.

Vôo q difere dos outros por capricho,
Pássaros em direção contrária...

E,
Ateh q, dos pontos cardeais ñ sobrar nenhum

Um minuto de descanso.

Sem entender nd,
Vou.

terça-feira, 27 de julho de 2010

Oposição ou Versos do Iminente Fim


Meu lindo amor, ñ fosse mais tão lindo...

Ñ trouxesse tanta alegria em seu sorriso,
Ou desejo em seus lábios,
Q me interessasse como em dias atrás.

E ñ gritasse tanto
A ponto d se fazer ouvir.

Convencer d q td fosse belo, talvez.

Meu lindo amor, ñ fosse mais tão amor...

Ñ me causasse delírios,
Nem me fizesse querer me perder em seu calor,
Q antes, tanto castigava meu frio.

E nem ao menos querer d volta seus braços,
Algumas vezes ausentes,
Qnd mais se faziam necessários.

E meu lindo amor, ñ era mais um amor lindo,
Fosse soh um sonho d uma noite passada qlqr,

Depois d uns dias dormentes ou entristecidos.

Viramo-nos,
Cada um a um lado,

Seguimos.

terça-feira, 20 de julho de 2010

Pegadas


Pegadas na areia,
D qnd caminhava sozinho,
À procura d alguém,
Qlqr um q me lembrasse o qnt eh bom ver as ondas quebrarem

E ver o azul do céu e do mar se fundirem num soh.

Pegadas na areia,
Sumindo com a ação do tempo,
Apagando-se aos poucos
Por pessoas, ventos,

Ou tão somente por mim msm.

Então,
Eis q me esticam as mãos,
Uma, duas, dezenas d pessoas.

Sorriem para mim.
Abraçam-me.
Contam-me seus segredos.


Eu,
Por surpresa ou felicidade,
Sorrio d volta.
Abraço.
E tb conto segredos...

Pessoas q vêm e vão,
Outras q ficam...

Vejo pegadas na areia,
Não somente minhas...

Meus amigos.

Amando-me
e por mim sendo amados.

sábado, 17 de julho de 2010

P/ Refletir #27

"Se algum dia lhe disserem que
Fui embora sem mencionar seu nome
Acredite!
Pois cansei, de esperar, por alguém
Que sei que não virá!

Joguei suas coisas fora
Tudo que escrevi por você
Peguei meu rumo "embora"
Para tentar esquecer
Dos dias difíceis
E noites que não dormi
Lembranças que fizeram
Minha alma se ferir ..."


Fragmento da música 'Eu não pertenço à você', do grupo Reação em Cadeia ~~~~> http://www.youtube.com/watch?v=fZKROlg-M8M


segunda-feira, 12 de julho de 2010

365 dias e mais algumas horas depois


E depois d td,
Vejo o quão insignificante eh o tempo.

Peculiar ñ fosse a palavra certa,
Soh mais uma
Para chamar atenção às minhas dúvidas.

Td q passa e ñ se sente,
Carros, vidas, fatos
Ou qlqr coisa q outros achem importante

Páginas d um livro em branco.
Dias se passando sem nd.

No início,
Risadas d euforia e timidez,
Corpos exalando calor e desejo.

Metade se passou.
Meio sim, meio não.

E no fim,
Talvez ñ haverá d sobrar nd.

365 dias depois.

Sem bjs,
Carinhos,
Palavras.

Soh a constante sensação d insignificância.

sexta-feira, 9 de julho de 2010

Gélida


Toco este chão frio por opção.

Esfriar, quem sab,
Meu quente eu.

Caminhando,
Cego aos indícios d uma possível esperança,
Restrinjindo a acreditar tão somente em mim msm.

No primeiro dia,
Após o recomeço.

Fogo consumindo meus olhos,
Ardendo meu antigo desejo d mudança,
Singelo, puro e agora,

Falha.

As horas me vêem como inimigo.
E os dias,
Como sobrevivente do descaso d quem admiro.

Trsite realidade.

Frio chão
Congelante ao meu exterior.

Esfria mas ñ me mata.

domingo, 4 de julho de 2010

Quem sou eu


Talvez ñ seja bom o suficiente para me auto-descrever;
Dizer o qnt sou bom em alguma coisa ou mau em outra.

Talvez ateh o próprio mundo ñ saiba d mim o suficiente
Para apontar pq tenho tal virtude ou me falta qlqr outra.

As pessoas q pude conhecer, os fatos q vivenciei, sejam felizes ou ñ, fizeram-me o q sou.

Uma incógnita.

Alguém q nunk estah satisfeito com nd.
Q mtas vezes ñ sab qnd parar.
Alguém q sofre por motivos fúteis. Ou q alegra-se com o mínimo gesto.

Alguém q se deixou levar por sentimentos.
E q, tantas outras vezes,
Estes lhe faltaram.

Alguém q procurou e procura aprender um pouco com kd dia.
Alguém q falha.
E q pode servir d espelho.

Talvez ñ seja bom o suficiente para mostrar se a vida vale a pena ou ñ,
Mas, com certeza, posso assegurar q ñ custa tentar.

Sem ter medo dos erros q porventura possam ocorrer.

Saber o pq das coisas nem sempre se faz necessário.
Absorver ensinamentos e aproveitar o tempo q ainda nos resta, sim.

A perfeição ñ existe.

A vida eh soh um conjunto d escolhas certas e erradas.

Acertando ou errando, cabe a mim (ou qlqr outra pessoa), tentar crescer.
 
Free Blogger Templates