terça-feira, 22 de junho de 2010

Sobre flores, verdades e ti


Foi num dia desses,
Num desses encontros casuais,
Q quis acreditar em ti.

Talvez por querer frear o desgaste
Ou por acreditar em qlqr coisa d novelas.

Peguei um flor
Dei-te.

Um belo aroma,
Uma bela aparência.

Como a ti.

Ñ quis palavras da tua boca,
A quis apenas junto da minha.

E d fato foi.

Sorri,
Sonhei,
E quis acreditar em ti.

Talvez por força d momento,
Ou por esperanças demais.

Como uma flor,
Eras tu.

Com beleza,
Com aroma.

Mas com espinhos.

E num dia desses,
Quis acreditar em ti.

Mas ñ acreditei.

0 opiniões:

Postar um comentário

 
Free Blogger Templates