quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Lágrimas


Por duas vezes,
Lágrimas escorreram d seus olhos,
Riscando seu rosto alvo
E dilacerando minha alma.

Lágrimas distintas,
Q deixavam transparecer kd emoção,
Kd pensamento,
Kd sim
Kd ñ.

E q me mostravam a realidade, antes posta em dúvida.

Por duas vezes,
Abracei-a.
(Mas ñ por duas vezes a bjei)

Naquele noite,
As batidas d nossos corações diferenciavam as lágrimas,
Identificando a alegria ou a tristeza.

E então,
Pude perceber q nosso choro,
E nossa vida era uma soh.

Nós formávamos um sentimento.

Estávamos unidos.

E a partir dali,
Nd nos separaria.

(Escorria-se um rio d felicidade)

0 opiniões:

Postar um comentário

 
Free Blogger Templates