terça-feira, 30 de junho de 2009

Cinzas

Minha inegável fragilidade se expõe ao mundo...

Ñ q minhas ações sejam tão óbvias,
Apenas meu cansado coração q ñ + aguenta tanta expectativa,
Tanta falsa esperança.

Diante d meu semblante explícito,
Muitos recuam,
Temem,
Ou irritam-se.

Então proseguimos,
Eu e meu emocional,
Nessa antiga disputa,
Lutando ateh o último suspiro da noite...

Buscando muito mais q a simples sensatez.
Necessitando aturar, um ao outro,
E suportar kd instante d pranto,

Ateh q a chama do se diz amor ñ mais ilumine meu dia...

segunda-feira, 29 de junho de 2009

Os vários elos


Ao fim da tarde, lah estava ele gargalhando...

Talvez fosse somente isso o q precisava.
Sorrir.

Antes, tivera a ilusão d q td ao seu redor conspirava contra.
A solução d seus problemas ñ estava em apenas uma pessoa,
Mas, em várias.

Eram aquelas pessoas q seu coração escolhia.
Elas, q sempre o apoiavam,
Q sempre o ouviam.
Aquelas em q ele confiava cegamente...

Sim.
Ele possuia amigos,
Muitos amigos.

Na felicidade ou na tristeza,
Lah estavam eles...

Eram + q somente seus amigos.
Eram seus irmãos.

Faziam-no sorrir.
Faziam-no feliz.

Aquilo era o bastante...


Dedicado à Carol Carreiro, Lyege Alixandrina e Laryssa Bryd.
Amigas q alegram meus dias.
Pessoas especias.

sábado, 27 de junho de 2009

Uma vida apenas


Ñ.
Nem td o tempo do mundo era o bastante.

Sempre quis mais,
Muito mais.

Quis calar as vozes + altas,
Quis acreditar em sonhos,
Quis secar lágrimas jah escorridas.

Quis mudar o q o destino jah me havia reservado...

Ato falho.
O tempo ñ era o bastante.

Talvez se eu aceitasse;
Talvez se o todos ñ fossem como são;
Talvez se um sorriso ñ fosse mais q um sorriso.

Talvez eu fosse + feliz.
Talvez o jogo houvesse virado.

Tempo p/
pensar antes d agir.

Segundos,
Horas,
Dias.

Ou uma vida apenas...

P/ refletir # 13

"Tão fácil perceber
Que a sorte escolheu você
E você cego, nem nota
Quando tudo ainda é nada
Quando o dia é madrugada
Você gastou sua cota...

Eu não posso te ajudar
Esse caminho não há outro
Que por você faça
Eu queria insistir
Mas o caminho só existe
Quando você passa..."

Trecho da música Acima do Sol, do Skank ------> http://www.youtube.com/watch?v=r2i893ei9RA

sexta-feira, 26 de junho de 2009

Idem


Coração,
Paixão,
Ilusão,
Solidão.

Vértices d uma quadrado.
Partes d uma vida.

Talvez os sentimentos sejam formado p/ rimas,
Q combinam c/ o momento em q nos encontramos
Ou c/ o modo como passamos a ver as coisas.

Rimas.
Finais d som idêntico,
Mas, significados distintos.

Coração,
Paixão,
Interação,
União.

Rimas.
Somente rimas.

Eu crio as minhas,
Vc, as suas.

quinta-feira, 25 de junho de 2009

Perguntas s/ respostas


Um dia a mais...

Mais uma chance p/ vencer o tédio;
Novos acontecimentos,
Novas histórias.
Novas perguntas...

Elos, q d uma corrente, separam-se,

E se Perdem no infinito.

Correm as horas,
Como poeira, seguindo o curso do vento.
O tempo segue...

Milhares d pqs se escondem nos cantos,
Aguardando respostas...

Minhas respostas.
Meus argumentos.
Certos ou ñ.

Correm as horas.
Segue o vento...

Respondo o hj,
Questiono o amanhã.

terça-feira, 23 de junho de 2009

Luzes


Luzes na rua parecem ñ iluminar nd...

Deparo-me c/ caminhos escuros...

Faces indecifráveis se debruçam perante mim,
Parecendo buscar algo q talvez eu jah conheça.

Em suas mãos,
Vejo marcas d conflitos c/ o passado.
Em seus olhos, porém,
Noto lágrimas d felicidade.

A deficiente alegria me deixa confuso...

Devo estar levando o mundo muito à sério.
Penso em mudanças,
Urgentes mudanças...

Aquelas faces q nunk tinha havia percebido;
Aquelas expressões risonhas e confiantes;
Nada + são q eu msm.

Momentos passados.
Tempos em q possuia auto-controle.
Horas ond ñ me preocupava c/ o q viria,
Mas c/ o q estava vivendo.

Luzes na rua
Q soh iluminam o caminho q quero.

Sim,
Agora iluminará esse outro caminho...

segunda-feira, 22 de junho de 2009

47


Sab,
Às vezes gostaria d ter coragem p/ dizer-t td q penso...

Coragem p/ t agradecer por td q fizeste por mim;
P/ chegar em teu ouvido e dizer baixinho o qnt t amo;
Coragem p/ admitir q muitas vezes o errado sou eu.

Talvez seja um orgulho bobo,
Q me faz recuar sempre q olho p/ ti.

Foi d tua boca q saíram lições q guardei pelo resto da vida;
Foram teus braços q afagaram meu choro em idades menos avançadas;
Era vc quem respondia td e qlqr dúvida q eu tivesse sobre vida.

Sim, minha querida,
Mais um ano se passou...

Novamente tu esteves presente cmg...
Apoiando-me ou restringindo-me...

Nunk poderei recompensar td q jah fizeste p/ mim,
Assim, soh o q posso t dizer neste momento eh:

Obg, mãe.
Parabéns p/ mais um ano d vida.
T amo,
Muito + do q aparento t amar.

Feliz Aniversário.

domingo, 21 de junho de 2009

Nós dois


Tão perigosamente atraente;
Confuso;
E prazeroso.

Mas, o q sois, afinal ?
Serás msm td isso ?

Dor q aflige meu peito,
E me torna propício ao sofrimento.
Estar envolto por ti eh um martírio;
Ao passo q ñ possuir-t eh uma maldição.

Pq brincas cmg ?
Pq me indicas pessoas erradas ?
Pq torno-me tão carente d ti ?

Luto numa batalha
Ond meu aliado e meu inimigo são um soh.

Uma batalha q deixa feridas invisíveis...

Eu e o Amor,
Unidos pela essência d nós msm;
Separados pela casualidade.

Caminhando juntos,
Na imensidão dos dias...

sábado, 20 de junho de 2009

Fatídicas verdades


Regressando à meu antigo caminho,
Vejo q algo parece ter mudado...

Eu, ñ tão ingênuo qnt antes,
Mudei.
Se para melhor ou ñ,
Estou à descobrir.

Mudei...

E os outros sempre c/ as msms piadas;
As msms faces;
E as msms mentiras.

Célebres e prolixas mentiras...

Eles fingem q me amam;
Eu, q acredito.

Um jogo cínico,
Enfadonho,
E cruel.

A vida se despedaçando...

Enquanto isso,
Desligo-me d td e qlqr sentimento...

Continuo jogando.

sexta-feira, 19 de junho de 2009

Hora certa


Peças q o destino teima em me pregar...

Q certezas o futuro me reserva ?
Qnd serei agraciado c/ o triunfante sabor da vitória ?
Desafios.
Somente desafios...
D Amor;
Humor;
Carreira...
(E dor?)

"E agora, garoto ?",
Pergunta-me a vida.

Agora, superar-me-ei novamente, respondo.
Ontem,
Hj,
Sempre.

Momento d ñ baixar a kbça.
Momento d dar a volta p/ cima.
Momento d hostentar vitórias.
Momento d provar a mim msm e ao resto do mundo o qnt posso ser bom.

Sim,
Eu posso.
Eu conseguirei.

Hora d agir.

Venha, futuro.
Estou pronto !

quinta-feira, 18 de junho de 2009

Castelo d Areia

Desapontamento.
Tristeza.
Ira.
Pesar.
Confusão.
Sim, estou c/ tds estes sentimentos, sab ?! A gnt luta tanto pelos nossos sonhos e, às vezes, eles parecem tão frágeis...
Ontem à noite, deu-se o fim do castelo d areia.
Como sempre, lah estava William Bonner, impecável, na âncora do telejornal mais assistido do país. Td correndo bem ateh ele dar a notícia d encerramento, q mais lembrava uma nota d falecimento: "Superior Tribunal Federal aprova o fim da exigência d diploma p/ a profissão d jornalista".
Ond estah o chão, eu me perguntava. Alguém o tirara, bruscamente, d meus pés.
Sinto-me mal. Sinto-me um nd.
Abandonei 2 cursos ótimos p/ seguir aquele no qual imaginava ser "o curso dos sonhos", p/ depois, s/ motivos convincentes, aquilo ñ + existisse. Parecia q 2 anos d lutas haviam sido em vão. Parecia q td ñ passara d uma grande farça.
E agora ?? O q fazer ??
Ñ sei. Ainda estou atordoado c/ o golpe.
Vestibular novamente ? Talvez.
Estou c/ medo do futuro. Um medo q há muito tempo ñ sentia...
Talvez sonhos sejam soh, e somente soh, sonhos...

quarta-feira, 17 de junho de 2009

Larissa


Havia alguém...

Em alguns momentos, uma menina
Noutros, uma mulher.

Ela sorria.

O mundo era engraçado.
Os aprendizados eram engraçados.
O sim e o não, também.

E sorria...
Sorria muito...

Estava à procura d algo;
Ou alguém;
Ou, simplesmente, d si msm.

O mundo era soh uma bola alaranjada...

Misto d loucura e racionalidade.
Misto d maturidade e desarmonia.
Misto d dúvidas e certezas.

Era a tal Larissa.

Sorriso d menina,
Seriedade d mulher.

Sorridente,
Sincera,
Adulta,
Criança.

Amiga.

Essa era a tal Larissa
.


Dedicado à Larissa Sales.
Uma confidente. Um exemplo. Uma amiga.

terça-feira, 16 de junho de 2009

Ainda cedo


Talvez ainda seja cedo...

O sol ainda ñ raiou na linha do horizonte;
Os pássaros ainda repousam no galho das árvores;
As pessoas ainda dormem em suas camas quentes e macias...

Eh...
Talvez ainda seja cedo...

As crianças ainda brincam, despreocupadas, na rua;
Os adultos ainda discutem banalidades, na calçada;
Os pobres ainda pedem trocados no trânsito;
Os ricos ainda brincam d mandar no país d todos...

Talvez ainda seja cedo...
As religiões ainda brigam p/ saber qual o Deus mais poderoso;
Os exércitos ainda batalham em busca do sangue adversário;
Homens e mulheres, infelizmente, ainda têm direitos diferentes;
Brancos e negros, idem....

Sim, meu amigo...
Talvez ainda seja cedo...
Talvez ainda seja cedo p/ desistir d tudo;
Talvez ainda existam pessoas boas;
Talvez ainda seja cedo p/ dizer q o mundo ñ tem + solução.

Talvez ainda seja cedo p/ dizer q a vida ñ possa ser melhor.
Talvez ainda seja cedo p/ lamentar ou chorar.

Claro.
Talvez ainda seja cedo.

segunda-feira, 15 de junho de 2009

Felicidade: Prós e Contras

Dar o conceito exato do q seria a verdadeira felicidade talvez seja algo tão impossível à um único um indivíduo, qnt associá-la a somente esse indivíduo.
Felicidade ñ eh o tipo d sentimento q pode ser conceituado c/ apenas uma palavra pelo simples fato dela ser variável, d pessoa p/ pessoa.
Eu, p/ exemplo, poderia descrever a felicidade como sendo uma tarde c/ meus amigos depois de uma partida d vôlei ou futebol. Ou quem sab poderia ser uma manhã d sol na praia; ou uma noite d luar no alto d uma montanha... Uma jantar c/ td família...
Dançar... Dormir... Ouvir música...
Enfim, eh algo muito subjetivo e diversificado,mas q ao msm tempo necessita qse sempre d uma influência "exterior", p/assim dizer. Tipo, eu, particularmente, nunk ouvi falar em alguém q conseguisse ser solitário e feliz ao msm tempo. A solidão eh uma ponte p/ a tristeza e desânimo.
Outro ponto q s
e pod discutir qnd se fala em felicidade são as diversas reações q ela pod causar: Sorrir, chorar, praguejar, orar, elogiar e blá, blá, blá... As pessoas reagem d formas diversificadas, tendo em vista o q ocorreu, qnd ocorreu e entre quem ocorreu, algo semelhante à um lead jornalístico.
Mas, existe um lado meio negativo.
Nem sempre a miha felicidade pod ser a sua felicidade.
P/ o meu time ganhar uma partida, outro time tem q sair derrotado. Aí q estah o q foi falado anteriormente: A felicidade depende d certas circunstâncias. Possivelmente p/ q eu seja feliz, alguém tem q sair infeliz... Ou seja, alegria e tristeza mantém uma relação mútua, sempre um caminhando ao lado do outro.
Algo interessante a se pensar, ñ ?!?
Coisas da vida... Td tem dois lados...
O tal equilíbrio natural das coisas...
Então eu t pergunto:
E p/ vc ? O q eh felicidade ??

P/ refletir # 12

"Sinto o calor
De mais um verão
Tudo ganhar cor
E de nada vai valer
Lamentar a dor
Nós temos que
Seguir em frente
A vida não parou
Vai ser difícil esquecer
Tudo o que passou
Mas são as quedas que ensinam a cultivar o nosso amor

Pensar no nosso futuro
Pensar no nosso futuro
Ser feliz"



Trecho da música Leve Com Você, do Natiruts --> http://www.youtube.com/watch?v=n1knUeRijuA

sábado, 13 de junho de 2009

Outro final triste p/ o garoto q sonhava.


Há dias,
Eu acreditei q amor verdadeiro existia.
Acreditei q a perfeição podia ser mais,
Muito mais q uma singela ilusão.

Eu e ela,
Sozinhos contra o resto do mundo...

Em seus olhos, via meu mundo girar.
O pecado e a redenção andavam d mãos dadas,
Caminhando lado-a-lado,
Irrestivelmente.

Eu, feliz,
Dançando,
Sorrindo.
(E me enganando.)

E repentinamente,
Abraços cessavam;
Palavras d amor culminavam em silêncio.

Um devaneio,
Amei um devaneio.

Olhou-me,
Sorriu-me, maliciosamente,
E foi embora...
(P/ nunk + voltar...)

sexta-feira, 12 de junho de 2009

Eu, só


Encontro-me sozinho...
Pelo sim, pelo ñ,
Soh.

Sinto falta do calor d uma abraço;
Sinto falta d um bj verdadeiro;
Sinto falta d me sentir bobo.

Saudades d momentos em q ñ penso em mim,
Momentos em q ñ me tenho como o centro do mundo...

Olho p/ os lados,
Invejo os amantes;
Seus planos d futuro;
Suas brigas q cedo serão resolvidas.

Invejo sua felicidade...

Pensar em somente em mim jah ñ eh o suficiente.
Quero alguém q me leve ao céu e ao inferno.
Alguém em quem durma pensando.

Moldando meu coração,
Refazendo minhas esperanças,

Espero p/ dias melhores...
(Q cedo ou tarde chegarão)

Carta ao amor futuro



Olá, moça, td bem ?!

Eh difícil acreditar nas armadilhas do destino, ñ eh ?!
Ontem, estava eu, triste, desiludido e s/ nd q me inspirasse a viver. Td era um enorme tanto faz...
Pessoas q chegavam, sorriam e partiam.
Tropeços, lágrimas, sofrimento... Eu estava desistindo...
Ateh q as coisas tomaram um outro rumo. Ateh q apareceste.
Mudaste meu modo d pensar, meu modo d entender as coisas.
Mostraste q nem sempre posso me esquivar dos problemas. Ensinaste à confiar em alguém; a me entregar d corpo e alma.

O amor ñ havia morrido, como pensava, apenas havia adormecido e esperando alguém q o despertasse delicadamente...
Vc.
Td estah + claro. Instantes mágicos, momentos inesquecíveis...
Hj, escrevo esta carta p/ agradecer-t por td q farás em relação à mim.
Msm q ainda ñ t conheça, queria q soubesse t agradeço.

Seja quem fores, prometo t amar c/ td meu coração. Prometo t fazer feliz tanto qnt me fazes.

T amo, sempre




Àqueles q jah acreditam no eterno, deixo um Feliz Dia dos Namorados

segunda-feira, 8 de junho de 2009

Ontem e Hoje


Meu erro ñ foi simplesmente amar.

Mas, sim,
Amá-la.
Amá-la mais do q eu queria;
Amá-la mais do q ela merecia.

Amá-la mais q a mim msm...

Lembro-me daqueles bons momentos q vivemos...

Éramos felizes.
(Td tão bom...)

Dias ensolarados.
Tempestades.
Calor.
Frio.

Eu,
Ela,
Juntos, na vastidão do tempo.
Juntos, nas incertezas do acaso.

Mas nossos caminhos ñ foram feitos p/ se cruzar...

Ontem,
Éramos nós.

Hj,
Sou eu e ela,
Cada qual d seu lado,
Separados pela dura e
triste realidade.

Recordações.

Agora,
Somente recordações...

domingo, 7 de junho de 2009

Sobre loucuras


Surpreenda-me!

Q gostos e manias escondes ?
Q pessoa eh mascarada p/ estes olhos tão enigmáticos ?

És a predadora ou a presa ?

Diga-me !
Mostre-me quem realmente és !

Cansei d buscar respostas p/ indagações tão obsoletas !
Cansei d pensar em ti !
Cansei d sofrer !

Meu peito se cansou d lutar contra esse inimigo tão ameaçador !

Exclamo teu nome p/ entre esquinas,
Profanando tua imagem,
Marcando meus olhos à fogo,
Incendiando td o meu corpo.

Minha loucura se torna onipresente...

Sacia minha sede d ti !
(Ou suma d uma vez por tds!).

sábado, 6 de junho de 2009

Sensatez


Mundo esquisito,
Vida esquisita.

Belas moças caminham lado-a-lado.
Exibem seus corpos perfeitos;
Exibem sua mente medíocre,
Corrompida pela sociedade...

Sociedade nociva.

Tranco-me em pensamentos.
Salvo-me.

Gotas d chuva escorrem pela janela...

Lentamente, um travesseiro macio atrai meu rosto pesaroso.
Minha mente grita.
Eu, devaneando...

Enganos;
Desejos;
Tristezas;
Amores.

Esqueço-me das belas moças;
Esqueço-me da sociedade nociva;
Esqueço-me d vc.

Durmo.
Acordo.

Mundo esquisito,
Vida esquisita.

E eu,
Como franco-atirador...

sexta-feira, 5 de junho de 2009

O caçador de sorrisos


Falava sobre um garoto q caçava sorrisos...

Ele ñ queria simplesmente risadas curtas e passageiras.
Queria +,
Muito +...

Queria encontrar seu próprio sorriso,
Perdido há algum tempo.
P/, então, mostrar ao mundo o quão alegre ele poderia ser.

Buscava, tb, o sorriso d uma certa menina...

Uma menina q o amava,
E q p/ ele era amada.
Uma menina q tinha o sorriso feito d raios d sol.

Tinha esperanças,
E a plena convicção d q sua persistência podia levá-lo à qlqr lugar.

Buscou mundo afora.
Lutou contra td e todos.

Conseguiria...

Mas a kd dia sua procura se tornava + falha.
Ele persistia,
Dia e noite,
Procurando...

Infelizmente, nessa história,
O "felizes para sempre" ñ existe...

Outro jah havia encontrado o sorriso d sua amada.

Ao caçador d sorrisos,
Restava lamentar...

Pegou sua bússola
E saiu p/ um lugar qlqr.

quinta-feira, 4 de junho de 2009

Enquanto isso


E qnd nela pensei, desfiz-me em pedaços.
Enquanto isso,
Ela se aconchegava nos braços d um outro alguém...

E olhei p/ nossos antigos retratos, em lágrimas.
Enquanto isso,
Ela se encantava, olhando a fotografia d seu novo amor...

E qnd me deitava, sentia o espaço vazio em minha cama.
Enquanto isso,
Ela se aquecia, em noites q pareciam infinitas...

E c/ imenso esforço, eu virava lentamente as páginas da minha vida,
Enquanto isso,
Ela, s/ dificuldades, escrevia novas histórias tds os dias...

E então,
Decidi mudar,
Decidi viver.

Enquanto isso,
O tempo ia passando...

Suas memórias iam sumindo...
Sumindo...

Ateh o dia em q nunk + voltaram a me atormentar.

quarta-feira, 3 de junho de 2009

(Antí)teses


Perco-me em desejos...
Bobagens,
Encantos,
Frutos d um subconsciente fraco.

Doei meu sangue,
Meus segredos,
Minha inspiração.

Hj, no nd me encontro.

Meu corpo,
Forte, maciço
Diverge intensamente c/ meu interior.

Falta-me ar,
Falta-me gana,
E uma infinidade d coisas.

Mas,
A esperança ainda me resta.
Possibilidades.
Melhoras.

Espectativas...
Assim,
Rotineiramente,
Vou vivendo.
Andando c/ cuidado.

Pouco à pouco,
(Sobre)Vivendo.

terça-feira, 2 de junho de 2009

Orações


Oro.

Oro pelos q morrem,
E pelos q vivem.

Oro pelos tristes,
E pelos q encontraram a felicidade.

Oro pelos q derrotam,
E pelos q são derrotados.

Oro pelo passado,
Pelo presente,
E principalmente, pelo futuro.


Em minhas orações,
Esqueço os problemas do mundo;
Esqueço q nem sempre td estah ao meu alcance;

Esqueço q minhas cicatrizes ainda estão abertas.

Em minhas orações,
Oro por vc.
Oro por eles.

E por mim msm.


Em minhas orações,
Os verbos são a minha voz.

segunda-feira, 1 de junho de 2009

Falsos sonhos


Era um dia frio...

O vento gélido lhe cortava o rosto,
Congelava seus olhos, seus membros
(E sua mente).

No céu, nuvens se enfileiravam como peças d dominó;
Nas árvores, pássaros se protegiam da chuva
E ensaiavam um canto melancólico.

Era um ambiente surreal...


Nesse momento, ele fechou os olhos.
Sua imaginação o levava à lugares ond o mundo real ñ o permitia.

Conheceu pessoas especiais;
Aprendeu lições;
Amou.

Sentia-se feliz.
A vida parecia ser maravilhosa.
Td estava a seu favor.

Então, as coisas mudaram...

Dificuldades surgiram;
Pessoas iam embora;
Seus atos se tornavam falhos.

Tentou abrir os olhos.
Tentou acordar.

Entretanto, aquilo ñ era um sonho.
Era td real.

Conformou-se...

Altos e baixos;
Êxitos e falhas;
Encontros e desencontros.

Aquilo ñ era um sonho,
Era a verdadeira vida.
 
Free Blogger Templates