segunda-feira, 11 de maio de 2009

Pesadelo nº 1: O Silêncio


Ñ ouço nd,
Nem um simples sussurro.

Acostumado a barulhos incessantes, desespero-me
Procuro o menor sinal d som,
Em vão.

Este silêncio perpétuo q rasga meu peito como um punhal,
Dilacera minha alma,
Amedrontando todos os meus pensamentos.

Sinto-me perdido.

A inibição da tua voz me inquieta.
Procuro entender, mas ñ consigo.

Nenhum ruído
Nenhum som.
Meu grito se perde no nd.

Calo-me.

Cria-se meu primeiro pesadelo: O silêncio.

0 opiniões:

Postar um comentário

 
Free Blogger Templates