sábado, 9 de maio de 2009

Momento singular


Naquele instante, eu admirava lua sobre seus cabelos...
Assemelhava-se ao brilho d seus olhos:
Lindos,
Escuros,
Atraentes.

Sempre q teimava à encará-los,
Perdia-me entre seus labirintos,
Suas dúvidas,
Seus temores.

Estava preso,
Encarcerado por encanto e incerteza.

Então, algo fugiu do cárcere,
E se arriscou em meio à tantos interrogações.

Foi atípico,
Foi simples,
Foi fabuloso.

Em tds os seus sentidos,
Foi único.

Subitamente, se desfez...

0 opiniões:

Postar um comentário

 
Free Blogger Templates