domingo, 19 de abril de 2009

Ao futuro


Q meu amor ñ seja soh mais um sonho perdido
Como tantos outros preexistentes dentro d minha alma
Ou presentes dentro d minha mente

Como o calor do fogo numa madrugada fria,
Quero poder aquecer meu coração gélido e machucado
D amores passados

Transformarei a inexatidão do mundo em versos
Inspirados na persistencia d romances (im)possíveis
E nos olhares singelos das mulheres d minha vida

Viverei tão intensamente qnt for necessário
Na busca incessante d meu verdadeiro eu
E d minha perfeita metade

Gozarei d prazeres dos quais sempre me recordarei
E exilarei tudo q me entristece
Nas prisões d meu desprezo

Sonharei c/ festas maravilhosas
Onde brindarei à minha própria felicidade
E onde serei feliz por longos dias

0 opiniões:

Postar um comentário

 
Free Blogger Templates