domingo, 8 de março de 2009

O fim do castelo de areia

Eu poderia (ou deveria, ñ sei ao certo...) estar acostumado c/ toda situação, entretanto, + uma vez meu eu sofre diante d td.
Esse tinha todos os ingredientes p/ ser + um típico dia d domingo...
D certa forma ateh foi...
Infelizmente. Ñ sei se tow imaturo assim, ou se simplesmente esse sentimento que toma conta d mim deixa-me cego, surdo e mudo p/ qlqr c
oisa q esteja ocorrendo ao meu redor.
Olho, penso, ouço, discordo, acredito. Porém, em questão d instantes todo o castelinho d areia parece sucumbir às forças maiores.

Passo hrs do dia tentendo buscar respostas, q me façam ver a vida d forma + racional, contudo, cada vez +, vejo q nunk conseguirei vencer meu lado emotivo e q minha racionalidade soh serve p/ os meus amigos, nunk p/ mim msm.
Há dois dias, sorri p/ achar q o futuro talvez pudesse ser diferente. Qse q instantaneamente, percebi q era soh outra peça, como tantas outras, q o destino insiste em me pregar.
Nesse exato momento, ñ sei ao certo o q estou sentido. É um misto d tristeza, revolta, decepção, como se todas estes sentimentos apertassem minha garganta c/ uma força da qual ñ consigo escapar.
Ñ vejo o amor como uma guerra, mas se ele a for, sinto q a cada batalha q vou perdendo, enfraqueço e, aos poucos, chegará o momento em q ñ conseguirei levantar.

0 opiniões:

Postar um comentário

 
Free Blogger Templates