quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Cenário ou Espetáculo do Confuso Amanhã


Um dia,
Cansarei-me.

Esse teatro todo;
Essas cenas lembrando novelas mexicanas;
Esse drama confuso, ao qual vc faz parte...

Máscaras cobrindo nossas vidas.

Meu limite chega acompanhado d indiferença
(Algo q eu, ateh então, desconhecia),
S/ alarde,
S/ dor,

Seca.

Antes,
Esperava sua atenção,
Como d um público fiel à seu espetáculo,
Mas profetizo tragédias gregas,
Culminadas no seu pranto.

Pouco,
Qse tão pouco qnt seu interesse;
Tão pouco qnt meu futuro desejo por ti...

Torço por um amanhã d aplausos...

Torço por um
Felizes para sempre...

Virada


D fato,
Um bom ano...

Amigos q fiz,
Inimigos q desfiz,
Porres,
Risos,
Quedas,
Ascensões,

E aquele olhar azul enigmático a me seguir,
C/ uma calma q às vezes me irrita...

Num bom ano,
Q faço ?

Cobro-me,
Transformo-me
E olho para todos com uma alegriazinha jovial e implícita.

Completo ?

Ñ.
Ainda há muito a se fazer.
Muito a se falar
E a escutar tb.

Passa o tempo.

E eu a esperar por mínimas ou medianas mudanças...

[Um lamento discreto, ao fundo.]

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Chuva q cai

Ñ sinto nd.

Alegria,
Tristeza,
Nem dor
Ou amor.

Sento-me naquele sofá laranja envelhecido,
(Qse tão velho qnt os sentimentos meu coração)
Ficando, bobamente,
A pensar...

Imaginar kd fim d kd gotícula d chuva caindo em seu jardim;
Ou quem sab alguém após encontro c/ a morte.

Ñ.
Ñ a minha morte,
Ñ vejo-a c/ o msm medo dos outros.

Vejo-a como uma qlqr,
Daquelas q passam ao nosso lado sem q percebamos;
E se perde no 'tanto faz' do destino.

O fim d nossas vidas nem sempre vem c/ flores brancas.
Às vezes, basta desistirmos d senti-la [a vida].

Pára, a chuva.
E talvez eu jah tenha me entregado...
Esperando apenas alguém
Q d um último adeus àquilo q eu chamava d 'viver'.

Nem alegria,
Nem tristeza,
Nem dor
Ou amor.

- Jah eh tarde, diz uma voz.

Sereno,
Despeço-me.

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Sobre dúvidas, crueldades e benevolência


Percorrendo kd milímetro d minha mente,
Nefastas palavras me fazem pensar...

Pensar em como seria a vida c/ meus 'sim' convertidos em 'não'
E meus 'não', em 'sim';
Pensar nos pqs d kd lágrima,
Ou d kd sorriso dado
(Ou ñ).

Questiono-me.
Traduzo-me.
Vejo qnt compaixão ainda me resta
(se eh q um dia ela se fez presente em mim).

Busco dúvidas.
Respondo-as c/ o óbvio.

Depois,
Experimento a dor,
Para, logo em seguida,

Repassá-la d modo mais intenso àquele q me machucou.

Meu pranto d hj,
Seu desespero d amanhã.

Ñ sou mau.
Ñ sou bom.

Sou apenas

[ Humano.

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Reflexão

Todos nos lembramos das historinhas de nossa infância: o sapato serve na Cinderela, o sapo vira um príncipe, a Bela Adormecida é acordada por um beijo... Era uma vez... e eles viveram felizes para sempre. Contos de Fadas - é do que sonhos são feitos. O problema é que contos de fadas não se tornam realidade. São as outras histórias, as que começam com noites sombrias e tempestuosas, que terminam de formas indescritíveis... Sempre são os pesadelos que parecem se tornar realidade... A pessoa que inventou a frase "felizes para sempre" deveria tomar uma surra daquelas.
[...]
Era uma vez... Felizes para sempre... As histórias que contamos são feitas de sonho. Contos de fadas não se tornam realidade. A realidade é muito mais agitada... muito mais turva... muito mais assustadora. Realidade - ela é tão mais interessante do que viver feliz para sempre.

Citação da Série "Greys Anatomy"

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Volume mínimo


Lágrimas secam c/ o calor d meu rosto.

Sigo,
Pouco atordoado,
Implorando à minha velha e desgastada racionalidade.

Fantasmas d um passado breve
Param para segurar minha mão,
Cumprimentar-me,
Teimando em me tentar.

- O pecado sussurrando em meu ouvido.

Ñ ouço.

Fecho-me.
Escondo-me.
Perco um sentido mais
(Como outros q jah se foram).

Adiante,
C/ sua face pouco atrativa, porém verdadeira,
A recompensa me espera.

Tudo muito relativo...
E claro...

Nós criamos nossos fantasmas,
Nossas recompensas.

E o nosso medo...

Ele também.

(Fecho os olhos e escuto a voz q fala d meu destino)

P/ refletir # 23

"(...) Deixa isso passar, e quando passar
Vou estar aqui te esperando
Pra te receber
E sorrir feliz dessa vez
Que esse amor é tanto

Quem vai te abraçar?
Me fala quem vai te socorrer
Quando chover e acabar a luz
Pra quem você vai correr?
E quem vai me levar
Entre as estrelas, quem vai fazer
Toda manhã me cobrir de luz?
Quem, além de você?"


Fragmento da música Quem, além de você, do Leoni ~~> http://www.youtube.com/watch?v=FpCO9WzRffo&feature=player_embedded

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Num dado momento


Através d teus olhos,
Vejo-me.

Eu,
Incerto qnt ao futuro;
Mendigando porções d qlqr coisa
Q possa me confortar,

E me tirar dessa profunda e fria desilusão.

D várias formas,
Jah tentei entender-t.
Sem sucesso.

Mas,
Serás tu quem precisas ser entendida ?
Ou seria eu ?

Sob devaneios,
Desperto tds as manhãs.
Sob devaneios,
Repouso, noite após noite.

E um dia, quem sab,
Possamos viver sem desviar os olhos
Um do outro.

Chegados
Ao equilíbrio perfeito.

Chegados, enfim,
A felicidade

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Desabafo ou Dúvida e Dor Constante


Basta !

Ateh q ponto minha racionalidade,
Q entra por um desses meus desaguçados sentidos
Me fará escravo d tua vaidade e orgulho ?

Cansei-me d falar
D reclamar,
D exigir.

Agora,
Soh mais um pouco
E ganhamos passagens para a dúvida
(ou a certeza).

Minhas palavras doem em mim
Muito mais q em ti,
Mas, ñ fossem elas, ond estaríamos ?

Meu amor eh dor.(?)

Espero-t,
E ao meu lado
Ñ vens.

Amo-t.
Ama-me.

Será o bastante ?
Pergunto-me.

Segue o destino...

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Sobre escadas ou Dança d olhos c/ corpos


Lá vem ela...

A moça d ginga serena
Pernas bambas,
Olhar sério
(qse triste).

Desfila sobre o céu,
Dança sobre a terra,

Subindo escadas,
Com seu passo irregular,

Exibe seu brilho,
Seu ritmo,
Sua graça.

- Venha, moça,
Dah cah teu rosto
Apoie-o em meu ombro.

Conte-me seus pesares.

Lágrimas ñ escorridas.
Palavras ñ expelidas.

E eu,
Assim,
Encantado...


Se um sonho eterno
Ou cochilo d fim d tarde,
Ñ sei.

Deixo-a dançar com meus olhos
Um tanto mais.

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Sobre o medo e os teus olhos


Qnd t fitei nos olhos
Perdi-me.
Perdi-te.

Naquele longo segundo,
Quis sumir...

Ñ sabia se por medo da verdade
Ou por medo da mentira.

Ñ sabia se tu ou eu
Quem mais sofria

Dor amarga e penetrante aquela
Q me sufocava,
Q me possuía.
(E a ti.)

Pq dor ?!
Amar dói tanto ?!

Talvez.

O medo muda as pessoas.
O amor muda as pessoas.

Medo.
Amor.

Nós mudamos.

Eu, do meu jeito
Tu, do teu.

Pior ou melhor
Quem sab ?

Ctg,
Tenho medo do amanhã.

S/ ti,
Ñ tenho um amanhã.

Desculpe.
Saudades.

T amo.

sábado, 14 de novembro de 2009

Ação & Reação


Devagar !

Ao seu redor,
Meu mundo gira perigosamente,
Desconsertanto seus passos equivocados e frágeis.

Respire,
Pense por ond passaste
Pense em td q fizeste.

Vês ?!

Minhas singelas ações têm propósitos.
Todas.

Testo-t.

Meu rosto bobo ñ corresponde à minha alma.
Sou soh mais jogador...

Um jogador d sorriso maquiavélico,
Corpo fechado,
E lágrimas ardentes.

Êxite,
Antes d seguir,
Antes da dúvida.

Pois qnd achares q teus atos me magoarão,
Eles t marcarão muito + do q a mim msm !

(uma risada intrigante ao fundo)

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Desbravar


Seus medos ocultos procurarei,
Encontrarei.
Encerrarei.


Ñ como um bárbaro,
Mas destruirei kd território d vc,
Por eles conquistado.


Avanço pelos labirintos d sua mente,
Corro.
Grito.
Perco-me.


Encontro-me.
Encontro-te.


Venço.


Seu mundo, hj meu mundo.
Sua queda, minha queda.


Na glória d uma vitória,
Traço o próximo caminho.

Percorro-te.
Descubro-te.


E no limiar d seu eu mais sombrio,
Ergo minha bandeira:

- És minha conquista.

terça-feira, 10 de novembro de 2009

À vista


Ao lado dela,
Sorri.

Deixei aquela total ânsia d lado,
Tornei a acreditar na realidade.

Abracei-a,
Vendo a graça do mundo.

Choros e mágoas se foram,
Sem saudades,
Sem arrependimento.

Agora,
Horas,
Segundos,
Ou qlqr fragmento d tempo q for,
Vivido intensamente.

Eu e ela.
Juntos.
Felizes.

Realizados.

Esperando q a próxima estação chegue.

E c/ ela,
A visão do nosso próspero futuro.

Qnt ao medo...

Soltou-se d nossas mãos
E se foi,

Percebendo q o caminho inverso era seu destino.

sábado, 7 de novembro de 2009

Tragédia cômica


Cômico ou trágico ?

Diria os dois.

Aqueles tristes rostos pálidos povoando minha mente,
Lembrando antigas máscaras teatrais.

(Ou seria o meu próprio rosto ?)

Eu,
Sorrindo diante da tragédia anunciada.
Ou pior,
Mudando frente àquilo.

Maravilhando-se c/ aquele humor negro,
Reconhecendo q a indeferença pod ser divertida qnd bem usada.

Risadas maquiavélicas me tomam por completo.

Ironias...

Eu mudei.

Por mim
Por vc.

Mudei...

Pretérito Imperfeito

Retornei depois de muito tempo àquele quarto.
Logo de início senti uma pontada de ansiedade, mas a
proximidade dele me deixou tranquila, afinal os fantasmas
provavelmente já teria morrido de tédio.
A casa parecia diferente, mas não consegui saber exatamente o
que havia mudado.
A porta do quarto não emitiu o esperado ranger de coisa velha,
nem fui atingida pelo cheiro de mofo. O tempo parecia não ter
passado por ali, tudo estava intacto,o cheiro de algodão doce ainda estava impregnado
nas paredes.
Apoiei minhas costas no armário enquanto um turbilhão de risos, choros,
músicas, cores, cheiros e imagens me envolviam.
Quando consegui abrir os olhos, vi algo empoeirado no canto, como se tivesse
sido largado às pressas e esquecido.
Com muito cuidado, consegui tirar as teias e aranha e a grossa camada de poeira
e fiquei olhando sem entender para aquele pequenino baú com uma letra gravada
na tampa.
Afinal, como eu poderia lembrar?
Era apenas um objeto que há muito tempo perdera sua utilidade para mim.

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Lícita


O q eh o amor ?
Será essa dor sufocante q tanto aperta minha alma ?


Talvez.


Esse sentimento q tanto me faz sofrer e tanto me faz querer viver.
Essa droga invisível q faz dependentes em qlqr raça, qlqr classe;
Q consegue unir forças antagônicas como alegria e tristeza.


O q eh o amor, afinal ?

Pergunto-me,
Desespero-me,


Enlouqueço.


Pq eu ?!
Pq ela ?!


Desfaço-me em minúsculos pedaços,
Recompondo-se em pedaços menores...


Amo ?
Desamo ?


Escolho os dois.

E depois,
Num breve lampejo d sobriedade,

Reflito:



Tds amam,
Poucos sabem, d fato, amar.

(In)Certezas


Estando com medo,
Queria ter a certeza d q me estenderás a mão,
Guiando-me e me encorajando.

Mostrando-me q posso seguir em frente.

No cansaço,
Queria ter a certeza d q me darás o ombro ou o colo,
P/ q repolse com tranqüilidade e alívio.

E volte a sonhar.

Na dúvida,
Queria ter a certeza d q me aconselharás,
Apoiando-me ou criticando-me.

Permitindo-me ter um novo olhar crítico.

Uma pena.

Td muito distante.
Futuro confuso,
Desejo d certezas incertas.

Um mundo ond ñ cabe uma cidade.

Nem td eh perfeito.

Eu e Vc;
Nós ou Ngm.

Indeterminações.

Certas certezas são soh aparências.

domingo, 1 de novembro de 2009

Acalme-se, homem


Acalme-se, homem...

Veja q seu mundo ñ eh maior q o dos outros,
E q intersecções entre esses mundos podem ocorrer,
E q essas intersecções podem acarretar benefícios ou malefícios.

Note q o sol nasce tds os dias,
Mas q ñ eh ele quem decide se vai chover ou ñ.

Acalme-se, homem...

Lembre q confiança e carinho ñ nascem da noite pro dia,
E q nem tds as pessoas boas têm personalidades parecidas c/ a sua,
E q essas diferenças dão a graça da vida.

Tente ñ cobrar tanto d si msm e dos outros.
Às vezes o egoísmo estah presente em vc, msm q pareça estar no próximo.

Acalme-se, homem...

Busque a felicidade.
Pense no mundo.
Pense em si msm.

Ñ desista.

De como a pérolA se apaixonou pelo porcO

Não lembro bem como isso tudo começou,sei apenas que choveu depois
e isso não posso esquecer, afinal era algo raro.
-Desculpa,mas acho que não te amo mais.- ele disse com espirais na voz.
-Francamente, não entendi a parte em que você pede desculpas. És livre.Vai,
procura tua tua felicidade mesmo que eu não faça parte dela.
Foi nessa hora que a chuva começou e eu fiquei apenas ouvindo os pingos tamborilando
no vidro do teto.
As estrelas despencaram do céu junto com a chuva.
Tempos depois ouvi falar de um cara que sempre chorava quando via borboletas roxas em dia nublados, mas achei ser apenas coincidencia.

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

À caminho


Qnt à mim,
Estarei numa dessas vielas da vida.
Fugindo dos problemas e respondendo pelo óbvio...

Ñ chamarei a tal solidão simplesmente por seu nome d praxe.
Direi apenas q sua presença me eh indiferente,
E q, possivelmente, ñ me incomodará mais.

O q tanto me atrapalhava, me sufocava,
Hj ñ mais cruza meu caminho.

Hj,
Tenho juventude,
Tenho força,
Tenho coragem.

Meu paraíso particular se torna mais belo.

Solitário, talvez por nome,
Sigo feliz.

(Ou ao menos finjo)

Olho para trás.
Vejo as pegadas q ainda restaram.

- Estranho. Muito estranho.

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Qual o seu caminho?

"Nunca acredite que pode enganar.
Pode achar que se safou.
Pode até se safar.
Por um tempo.
Mas a sua vida é feita de escolhas e decisões.
Escolhas erradas, vida errada.
Escolhas ruins, vida ruim."


Citação da série "One tree Hill" Epsódio 7.02

Perdido


Calo-me diante da dúvida.

Penso,
Repenso,
Protesto.

Vejo q nem sempre um sim eh um sim
Ou um ñ, d fato seja um ñ.

Perco-me por entre minhas suspeitas,
Custando a acreditar em kd palavra saída d qlqr boca.

Desconfio d td,
Desconfio d todos,
E d mim msm.

Verdades podem me doer hj,
Mas mentiras me machucarão por td uma vida.

A confiança se perde uma única vez,
E soh uma vez, pode reencontrar seu caminho.

Calo-me.
Penso.
Confio.
Desconfio.

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Sem Título - Prólogo

Os raios de sol daquela tarde de outubro lhe queimavam a face.
Nuvens psicodélicas cruzavam o céu junto a um bando d pássaros agitados.
Em sua testa, gotículas de suor se aglomeravam sendo interropidas apenas com o passar d dedos. Encostado na parede, ele observava o nd.
Pensava naquela face desconhecida vista enquanto dormia, na noite anterior.

Não imaginava q talvez aquilo fosse um sinal. Ñ imaginava metade das coisas q um futuro muito próximo lhe reservaria...

Ergueu-se rapidamente, ainda confuso por ñ conseguir entender o pq d estar c/ aquela sensação estranha, e decidiu sair pra tomar um pouco d ar.

(Era só o começo...)


quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Lágrimas


Por duas vezes,
Lágrimas escorreram d seus olhos,
Riscando seu rosto alvo
E dilacerando minha alma.

Lágrimas distintas,
Q deixavam transparecer kd emoção,
Kd pensamento,
Kd sim
Kd ñ.

E q me mostravam a realidade, antes posta em dúvida.

Por duas vezes,
Abracei-a.
(Mas ñ por duas vezes a bjei)

Naquele noite,
As batidas d nossos corações diferenciavam as lágrimas,
Identificando a alegria ou a tristeza.

E então,
Pude perceber q nosso choro,
E nossa vida era uma soh.

Nós formávamos um sentimento.

Estávamos unidos.

E a partir dali,
Nd nos separaria.

(Escorria-se um rio d felicidade)

domingo, 11 de outubro de 2009

P/ refletir # 22

"Ela é só uma menina
E eu pagando pelos erros que eu nem sei se cometi
Ela é só uma menina
E eu deixando que ela faça o que bem quiser de mim
Se eu queria enlouquecer essa é a minha chance
É tudo que eu quis
Se eu queria enlouquecer
Esse é o romance ideal
Não pedi que ela ficasse
Ela sabe que na volta
Ainda vou estar aqui
Ela é só uma menina
E eu pagando pelos erros
Que eu nem sei se cometi
Se eu queria enlouquecer essa é a minha chance
É tudo que eu quis
Se eu queria enlouquecer
Esse é o romance ideal"


Música Romance Ideal, dos Paralamas do Sucesso ~~>http://www.youtube.com/watch?v=SqnLxL9uHIk&feature=player_embedded

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Perguntas s/ respostas - Parte II


D q adianta a dança,
Se ñ se tem a música ?

Q adianta o dia,
Se ñ se tem o sol ?

Q adianta a noite,
Sem a lua,
Sem estrelas ?

Coisas,
Fatos relacionados.
Pessoas,
Sentimentos unicos
(Unidos).

D q adianta a piada,
Se ñ se tem o riso ?

Q adianta o livro,
Sem uma história ?

Q adianta minha vida,
Sem um motivo,
Sem vc ?

Resposta nula.

P/ refletir # 21

"You are the strengthVocê é a força
That keeps me walking que me faz andar
You are the hope Você é a esperança
That keeps me trusting que me faz confiar
You are the life Você é a vida
To my soul pra minha alma
You are my purpose Você é meu propósito
You're everything" Você é tudo



Fragmento do original e da tradução da música Everything, do Lifehouse ~~~~> http://www.youtube.com/watch?v=fjDojEOiMcE&feature=player_embedded#

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Rabiscos


Uma caricatura se desenha...

Passo-a-passo,
Outros vão tornando d minha vida,
Arte.

Em kd traço,
Um pouco d bem e mal.
Sempre nessa maliciosa inocência,
Torno-me (ou aparento) o q querem q eu seja.

(Tenho pena)

Desenham-se sorrisos,
Desenham-se lágrimas.
Desenha-se uma face.

Distinga um sorriso feliz d um triste.
Diferencie uma lágrima d pesar d outra d excitação.

(Uma nuance maquiavélica sobre a tela)

Meu rosto,
Uma obra-prima criada sobre um rascunho,
E direcionada à qlqr q seja o visitante.

Rabiscos e falhas q nunk se apagam totalmente.

Os outros juram me enganar;
Ñ sabendo q eu jah os enganava antes.
Muito antes.

Nos olhos,
A real beleza d um rosto;
O significado por detrás d td.

Em meu desenho,
Olhos pouco nítidos.

Aos q conseguem vê-los,
A verdade.

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Vez e outra


Às vezes, me adapto ao teu jeito;
Às vezes, gostaria d t ver adaptada ao meu;

Às vezes, me culpo; às vezes, t julgo;
Às vezes, nós sorrimos; às vezes, brigamos.

Eu penso um sem número d coisas...

Às vezes, quero sentir saudades;
Às vezes, sinto + do q preciso

Às vezes, nós gritamos; às vezes, nos calamos.
Às vezes, penso em como td começou;
às vezes, penso em como td será daki pra frente.

Às vezes, minha mente viaja...

Mas meus pensamentos SEMPRE terminam em vc.

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Nuvens e mundos


O mundo muda.

As pessoas,
Os carros,
Os vizinhos,
As alegrias.

E meu rosto.

Meu rosto se adapta,
Amadurece,
Envelhece.
Entrega-se ao tempo e às dúvidas.

O clima muda.

O sol,
A lua,
Os ventos,
As árvores.

E aquela nuvem.

Aquela nuvem q passa por mim,
Transforma-se,
Expande-se,
Desfaz-se tão rápido qnt se cria.

O mundo muda.

Ela muda.
Eu mudo.

Mudo.

terça-feira, 29 de setembro de 2009

Momentos


Olho em teus olhos.
Digo q t amo.

Pára o tempo.
Pára o mundo.

Resta vc.

Aquele ar sensual q t rodeia,
Provoca-me,
E me entorpece.

No céu,
Sol e lua disputam, palmo a palmo, um lugar,
No passar d horas;

Em mim,
Razão e emoção,
Antes d um antagonismo tolo,
Fundem-se em um soh.

Amor ñ se explica,

Se sente.

sábado, 26 de setembro de 2009

P/ refletir # 20

"Quando a chuva passar e o céu se abrir, eu estarei com você
Quando o sol despertar para um novo tempo
E aquecer o que há por dentro

Sol e lua
Céu e mar
Não importa a distância
É você quem me completa

Que seja assim, eu pra você a vida inteira
Pensar, sentir
Amar você é ter certeza
Que tudo vai passar e o sol voltará a brilhar pra mim"


Trecho da música "Sol", do D' Black ~~>http://www.youtube.com/watch?v=Ze8yeSxF_PQ&feature=related

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Abrindo os olhos


E qnd sonhei,
Vi minhas falhas...

Notei o quão tolo me tornei,
Ainda q eu ñ tivesse percebido.
(Ao contrário do mundo)

Era, talvez, um aviso;
Um modo q a vida encontrou para abrir meus olhos para a verdade;
Um modo com o qual eu msm me redimisse.

Naquela hora,
Me vi mudando,
Novo

O mundo ñ precisava d + um bobo engraçado
Ou d um sentimentalista excessivo,
Apenas um pouco + d malícia...

Um pouco mais d adaptação.

Meus olhos ñ são + os msms.
Enxergam diferente.

Vêem + além.

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Soh mais alguém


Minha mente...

Ñ tão aberta qnt o mundo quer,
Nem tão fechada qnt às vezes quero.

Um meio termo.

Eu sou soh alguém,

Ñ tão simples
A ponto d todos entenderem;
Ñ tão complexo
A ponto d ñ se fazer entender por qlqr um.

Sou soh + um
Buscando alegrias,
Superando barreiras

E amando.

Sou soh + outro...

Q gosta d rir com os amigos;
Q gosta d pensar em sua amada;
E q quer ser feliz.

Nem tão simples,
Nem tão complexo...

Assim eh o mundo;
Assim eh a vida;

Assim sou eu.

P/ refletir # 19

"Cresça!

Independente do que aconteça
Eu não quero que você esqueça
Que eu gosto muito de você
Ah! Ah! Ah!

Chego!
E sinto o gosto do teu beijo
É muito mais do que desejo
Me dá vontade de ficar
Teu olhar
É forte como água do mar
Vem me dar
Novo sentido prá viver
Encantar a noite..."


Trecho da música Quero ser feliz também, do Natiruts ~~~>http://www.youtube.com/watch?v=qpC7mr-O-ks

domingo, 20 de setembro de 2009

Sérias brincadeiras


Brincando d amar...

Eu,
Fingindo resistir ao óbvio,
E me orgulhando d ñ querer ngm (verdadeiramente).

(Temendo desilusões como as do passado)

Eis q apareceste.

Teimávamos em dizer "t amo", por brincadeira,
Jamais imaginando todo o fundo d verdade
Presente em kd letra lida.

Ignorando toda e qlqr possibilidade,
Prosseguimos c/ aquele jogo,
Noite após noite.

Brincando d amar...

Ateh aquele momento,
Ond d um olhar,
Surgiu a certeza.

Qnd aquela brincadeira deixava d ser somente uma brincadeira...

E o "Eu t amo",
Dias depois,
Foi levado a sério.

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Em você


D várias formas,
tentei defini-la.

Tantas palavras...

Adjetivos q pareciam pouco p/ expressar td q eu queria,
Pouco pra representar sua importância,
Tamanho aquele amor q tão rapidamente me tomava.

Tenho ñ apenas como a q bjo e abraço;

Tenho-a como a q admiro
Aquela c/ quem quero compartilhar alegrias
E superar tristezas
Ateh q minhas manhãs ñ mais encontrem às noites.

Com ela,
Meu mundo estah completo.

E qnd olho em seus olhos,
Vejo muito muito mais do q aquele azul vibrante...

Vejo um futuro,
Vejo minha paz.

terça-feira, 15 de setembro de 2009

Nascente


Chovia qnd td começou...

O tempo fechado contrastando com o clima em volta da situação.

Estava tenso,
Mas c/ a certeza d q td seria melhor q antes.
Sabia q as gotas d chuva levariam consigo
Lágrimas acumuladas ao longo da vida.

Sabia q aquele sol iluminaria o resto d seus dias.

Foi o q acontecera...

Aos poucos,
O calor envolvia seu frio coração,
Aquecendo-o,
Transformando-o.

E ele encontrava a confiança,
Além d um tal sentimento há muito jah ausente em seu peito e mente.

Novamente estava vivo;
Feliz.

Tinha aquela luz,
Tinha aquele calor.

Um vida q ñ esperava mudar tão rápido.

Ateh qnd aquilo duraria ?
Ñ sabia.
Sabia apenas q a queria p/ sempre
E iria fazer d td p/ conseguir isso.

(Mas pôr-do-sol ainda o assustava...)

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Aquela luz


Lembro daquele passado recente,
Qnd falar d amor
Era falar d dor...

Aquela escuridão
Sempre pairando sobre meus caminhos,
Quaisquer q fossem eles

Lembro d qnd pensava em desistir (d td)

Qnd nem amigos,
Nem minha singela esperança
Conseguiam me levar à dias melhores.

Qnd td e nd significavam a msm coisa,
E o céu se tornava mais distante q o d costume.

Lembro-me, então, daquela luz...

C/ ela,
Voltava a ver o chão,
Saber dar um passo d kd vez.

Era diferente d qlqr outra por mim jah vista,
Mas, ainda sim,
Contemplei-a...

Eu,
Num ar d dúvidas e inseguranças,
Olhava-a.

E qnd a certeza, enfim, tomou conta d minha mente,
Decidi segui-la...

Estava certo d q era aquele rumo o qual queria.

E então percebi q amor e dor rimam,
Mas nem sempre são sinônimos.

sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Novo Tudo


Passaram-se hrs,
Dias,
E ele continuava pensando nela...

Momentos q encontrava a paz.
E ond o mundo a sua volta ñ importava.

Td diferente:
Seu sorrisso,
Seu olhar,
Seu jeito,

Sua vida.

C/ ela,
Ñ tinha mais vergonha d parecer bobo;
C/ ela,
Nunk tinha sido tão fácil dizer "eu t amo";
C/ ela,
Sentia-se forte e fraco.

Era o q tanto procurava;
Era disso q precisava.

Nela,
Via muito mais q uma garota d olhos marcantes;

Via um novo tudo,
Via o amor,

Via o futuro.

terça-feira, 8 de setembro de 2009

Meu tudo


E então,
Kd vez mais, sigo tão somente teu....

Sinto-me leve,
Sinto-me único,
Sinto-me realizado,
Feliz.


Em qlqr lugar q eu vah,
A qlqr hora,
Estás cmg.


Fecho meus olhos.
T sinto.


Teus olhos refletindo a cor do mar;
Teu corpo exalando o perfume mais puro;
Tua voz soando como uma bela melodia.


Meu td.


Sou teu.
Soh e somente soh,

Teu.

sábado, 5 de setembro de 2009

Amor Perfeito


Falava sobre aquele sentimento q une as pessoas...

Algo q chamam d amor...
(ou q eu acreditava q fosse o amor)

Mas me parece q o amor ñ eh tão diferente d td;
O amor, talvez, ñ seja perfeito.

A perfeição ñ existe,
O q existe eh a pessoa certa no momento certo.

A perfeição ñ existe,
O q existe eh a capacidade d um se adaptar aos defeitos do outro.

Amor perfeito talvez seja apenas uma ou outra canção qlqr,
Daquelas q ouvimos qnd acreditamos na tal perfeição,
Qnd idealizamos um ser único.

Ou talvez uma dessas belas flores q encontramos por aí.

O q eh o amor ?
Ñ sei.

Sei o q são três elementos:
Respeito,
Carinho,
E atenção.

Seriam juntos, o amor perfeito ?

Ñ sei.

Amor perfeito talvez seja apenas uma ou outra canção qlqr,
Ou talvez uma dessas flores q encontramos por aí.

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Um mês


O q acontece em um mês ?

Em um mês,
A vida pode nos surpreender;
E nos remeter a pensar no pq das coisas.

O ontem eh bem mais passado do q imaginamos.

Em um mês,
Encontrei a solução p/ tds os meus medos.

Em um mês,
Encantei-me.
E minhas lágrimas deram lugar à suspiros e sorrisos.

O tempo corre d acordo c/ nossa vontade.

Mas o amor ñ precisa d tempo.
Precisa apenas d oportunidade.
(Dada por nós msms)

Em um mês,
Nós escolhemos nossa própria felicidade.
 
Free Blogger Templates